Institucional
Imprimir Partilhar

Prolongamento do Quebra-Mar do Porto de Leixões

Documento do estudo de impacte ambiental é omisso em relação às consequências da sua construção na frente costeira a sul, designadamente em Espinho
"Na sequência a análise sumária realizada ao Plano Estratégico da APDL e ao relatório dos Fatores Críticos para a Decisão (FCD) da Avaliação Ambiental Estratégica (AAE)", a Câmara Municipal de Espinho informa em ofício que o "relatório do FCD da AAE do Plano Estratégico da APDL, no qual consta a execução do prolongamento do aludido quebra-mar, não contém qualquer referência às consequências ou efeitos da sua construção na frente costeira a sul, designadamente em Espinho, sendo totalmente omisso relativamente a essa questão."
Desta forma, a autarquia solicita que se notifique "novamente a APDL para pronúncia relativamente a este ponto em concreto, solicitando cabal resposta à questão na AAE em apreço."

Veja aqui a reportagem Porto Canal "Autarca de Espinho teme consequências da ampliação do Quebra-Mar do Porto de Leixões"
Ler mais