Ambiente
Imprimir Partilhar

Mosquito do Citrino / Trioza erytreae Del Guercio

A Trioza erytreae Del Guercio, ou "psila africana dos citrinos”, é um inseto de quarentena, causador de uma das mais graves e destrutivas doenças que afeta os citrinos (limoeiro, limeira, laranjeira-doce e azeda, tangerineira, toranjeira e cumquates), conhecida como o enverdecimento dos citrinos, citrus greening ou huanglongbing.

Foi atualizada a Zona Demarcada, onde se inclui atualmente todo o concelho de Espinho. 

Ficam desta forma notificados, todos os proprietários, usufrutuários, possuidores, detentores ou rendeiros de quaisquer parcelas de prédios rústicos ou urbanos, incluindo logradouros, com citrinos (limoeiro, limeira, laranjeira-doce e azeda, tangerineira, toranjeira e cumquates) ou outros vegetais hospedeiros, localizados nas freguesias da zona demarcada, para a obrigatoriedade do cumprimento das seguintes medidas de proteção fitossanitária:
  • Em caso de presença de sintomas da Trioza erytreae Del Guercio, proceder de imediato ao corte dos ramos infestados e destruir os detritos vegetais pelo fogo, por trituração ou enterramento no local;
  • Realizar tratamentos fitossanitários a esses vegetais com os produtos fitofarmacêuticos autorizados e cuja listagem é disponibilizada no sítio da Internet da DGAV e manter um registo da realização dos tratamentos, designadamente dos produtos utilizados, doses e datas de aplicação. (A autorização excecional de emergência n.º 2020/17, foi concedida ao abrigo do Art.º 53 do Regulamento (CE) n.º 1107/2009, de 21 de outubro, para utilização de produtos fitofarmacêuticos com base em azadiractina, óleo parafínico, óleo de laranja e piretrinas, para o controlo de Trioza erytreae, em áreas de citrinos incluindo em Modo de Produção Biológico).
  • Não movimentar para fora do local qualquer vegetal ou parte de vegetal (ramos, folhas, pedúnculos) hospedeiro, exceto frutos e sementes.
  • Os proprietários, usufrutuários ou rendeiros dos vegetais hospedeiros localizados na zona demarcada estão ainda obrigados ao arranque e destruição pelo fogo, por trituração ou enterramento no próprio local dos vegetais hospedeiros abandonados.
  • Caso sejam observados sintomas em plantas de citrinos deverão contactar imediatamente a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte.

Para qualquer esclarecimento adicional relativo a este assunto, os interessados deverão consultar o Portal da DGAV e os Serviços Regionais da Direção Regional de Agricultura e Pesca do Norte, Divisão de Apoio ao Setor Agroalimentar, Estrada Exterior da Circunvalação, 11846, 4460-281 Senhora da Hora, telefone (+351) 229574010 ou Direção de Serviços de Desenvolvimento Agroalimentar e Licenciamento, Lugar de Codessais, 5000-421 Vila Real, telefone 259300600.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Edital colocado em anexo.

Ficheiro Relacionado: Consulte aqui o Edital
Ler mais