Cultura
Imprimir Partilhar

Filmes da Bélgica e Alemanha vencem 45ª edição do Cinanima

Filmes da Bélgica e da Alemanha venceram os principais prémios da 45ª edição do Cinanima - Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho, anunciou hoje a organização. 
A curta-metragem "Easter Eggs", do belga Nicolas Keppens - um filme que acompanha "dois amigos em busca de aves exóticas perdidas, com uma gaiola aberta a servir de catalisador para (...)ilustrar as dificuldades interpessoais da adolescência", segundo a sinopse - conquistou o Grande Prémio desta edição, pode ler-se na nota da organização. 
O Prémio Especial do Júri foi entregue a "Obervogelgesang", dos alemães Ferdinand Ehrhardt e Elias Weinberger, "sobre o racismo na Alemanha dos dias de hoje, através do conflito emocional de uma jovem que se vê confrontada com a pesada herança cultural do nazismo".  
Na competição internacional foram ainda atribuídos os prémios de melhor curta-metragem, até cinco minutos, a "Selection Process", de Carla Pereira (Espanha), e, para a duração entre cinco a 24 minutos, a "Swipe", de Arafat Mazhar (Paquistão).  
O prémio para melhor documentário de animação foi para "Maalbeek", de Ismael Joffroy Chandoutis, realizador francês que estudou na Bélgica.  
"Archipelago", de Felix Dufour-Laperrière (Canadá), recebeu o grande prémio para longas-metragens. 
O prémio do público foi para "Bob Cuspe - nós não gostamos de gente", do brasileiro César Cabral. 
Já na competição portuguesa, o Prémio António Gaio foi para "Seja como for", de Catarina Romano, uma 'curta' de ficção de animação sobre solidão, a partir da história de "uma mulher desempregada, que está fechada em casa há muito tempo, aparentemente enclausurada do lado de fora das possibilidades do seu tempo histórico", de acordo com a sinopse.
O festival atribuiu ainda o prémio de Jovem Cineasta Português, na categoria até 18 anos, ao filme "Desconstrução do Natal", do coletivo de Jovens da Escola do Cerco, e, na categoria para maiores de 18, a "Santuário", de Hugo Santos, Pedro Bilé, Diogo Costa e Tyffany Reis. 
O certame, a que concorreram "2.994 filmes de 111 países", contou com 13 sessões competitivas e painéis especiais para famílias, retrospetivas temáticas, programas pedagógicos, 'workshops', 'masterclasses' e exposições.
A direção artística do festival coube este ano ao realizador e docente Pedro Serrazina.
Fonte:
Ler mais