Urbanismo
Imprimir Partilhar

Projeto INT–HERIT: evento final de disseminação

Evento final de disseminação decorreu a 30 maio
Decorreu no passado dia 30 de maio no espaço B.Social o evento final do projeto INT-HERIT - Heritage Strategies in Small and Medium-Sized European Cities, executado no âmbito do programa URBACT.
Teve como objetivo a apresentação do balanço do projeto após dois anos de trabalho conjunto com os 8 parceiros de cidades europeias e os membros do Grupo de Suporte Local (ULG). Reuniu para além da equipa do projeto do Município, presidida pelo Vice-Presidente e sob a orientação do perito do projeto, Pedro Soutinho, alguns agentes locais que compõem a ULG.
Foram apresentados alguns resultados do projetos, designadamente dois vídeos, um que ilustra o Case Example da Valorização do Castro de Ovil e o Vox Pop Vídeo, com o testemunho de alguns membros que integram o grupo ULG.
O INT-HERIT constitui um projeto europeu financiado pelo programa URBACT, que visa implementação de um modelo inovador no domínio da gestão do património cultural, com recurso a um conjunto de estratégias locais integradas, participativas e sustentáveis.
Integra uma rede de 9 cidades europeias de pequena e média dimensão: Baena (Espanha); Dodoni (Grécia); Sigulda (Letónia); Armagh (Irlanda); Mantova (Itália); Alba Iulia (Roménia) e Leiedal (Bélgica) e Cahors (França) e Espinho (Portugal), em torno de um objetivo comum - a revitalização do património cultural local. 
Localmente o projeto integra o Grupo de Suporte Local (ULG) que reúne um conjunto de agentes locais, que inclui os presidentes de Junta de Freguesia (Espinho e de Paramos), a Associação Empresarial de Espinho, a Associação Cívica de Espinho, empresários ligados à reabilitação urbana, projetistas e imobiliárias, associações culturais, agrupamentos de escolas e Academia de Musica. Incluiu ainda pontualmente algumas entidades regionais, tais como a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) e a CCDR-N NORTE 2020.
Teve como área de análise o processo de implementação associado à Reabilitação Urbana da ARU Litoral da Cidade de Espinho, em curso no âmbito do Plano Estratégico de desenvolvimento Urbano (PEDU) e à valorização das Ruínas Arqueológicas do Castro de Ovil. Inclui o processo de implementação da empreitada de Requalificação do Espaço Canal Ferroviário de Espinho - ReCaFE e da reabilitação do edificado.
Trata-se de um projeto que permitiu a troca de experiências e de boas-práticas entre as 9 cidades envolvidas e consequente transferência de know-how entre as partes envolvidas, para além da recolha de contributos dos membros locais no âmbito da implementação dos projetos em curso.



Ler mais