Institucional
Imprimir Partilhar

Espinho avança com obras para concluir rede de abastecimento de água

A Câmara de Espinho assinou hoje, pelas 10 horas, o auto de consignação da empreitada que lhe permitirá concluir a rede de abastecimento de água e drenagem de águas residuais do concelho, e aumentar o número de ramais domiciliários locais.

A obra arrancará esta quinta-feira e vai abranger as localidades de Anta, Guetim, Silvalde e Paramos, resultando da deteção de "pequenas áreas que necessitam de obras de saneamento básico" na sequência das "novas expansões urbanas" verificadas no território.

A empreitada visa dotar todos aglomerados do concelho com infraestruturas de saneamento básico indispensáveis à melhor qualidade de vida dos seus habitantes e contempla a execução de condutas de abastecimento de água, de coletores e de estações elevatórias de drenagem de águas residuais domésticas em algumas ruas, assim como a execução de 800 ramais domiciliários.

O intuito desta obra pública é fechar os sistemas em baixa, com vista a otimizar a utilização da capacidade instalada, o que vai permitir a extensão do serviço a populações ainda não servidas pela rede no concelho.

Com prazo de execução de um ano, a empreitada foi adjudicada à empresa Henriques, Fernandes e Neto S.A. e vai custar à autarquia um pouco mais de 1,3 milhões de euros, sendo comparticipada em 85% por fundos comunitários do POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Os cidadãos com residência em Espinho que pretendam ver assegurado o ramal de ligação entre a sua habitação e a rede pública deverão solicitá-lo o quanto antes, uma vez que os munícipes estarão isentos do pagamento dos ramais domiciliários que sejam executados no âmbito desta obra.

Fonte:
Lusa
Ler mais