Ambiente
Imprimir Partilhar

ENAEA 2019 realizou-se em Espinho

Encontro Nacional das Agências de Energia e Ambiente debateu os agentes de intervenção nos territórios
Este Encontro Nacional das Agências de Energia e Ambiente-ENAEA 2019 foi completamente dedicado ao tema "Agências de Energia e Ambiente: Agentes de Intervenção nos Territórios", numa organização da RNAE-Associação das Agências de Energia e Ambiente (Rede Nacional) em parceria com a Energaia-Agência de Energia do Sul da Área Metropolitana do Porto e com o apoio da Câmara Municipal de Espinho.

Realizado no auditório do FACE-Fórum Arte Cultura Espinho, este encontro teve como objetivo principal discutir temas cada vez mais emergentes para os territórios municipais, tais como os Contratos de Gestão de Eficiência Energética nos Municípios, as Comunidades de Energia Renovável e os Modelos de Financiamento para os Municípios a partir de 2020.
A sessão de abertura do ENAEA 2019 contou com as presenças de Pinto Moreira, presidente da Câmara Municipal de Espinho, Patrocínio Azevedo, presidente da mesa da assembleia-geral da Energaia e vice-presidente da Câmara Municipal de Gaia, Joaquim Gouveia, presidente do conselho de administração da Energaia e ainda Carlos Santos, presidente da direção da RNAE.

Durante a manhã, foi apresentada a ENERGAIA em números, após os seus 20 anos de intervenção no território, pelas pessoas de Patrocínio Azevedo e Joaquim Borges Gouveia e Joaquim Borges Gouveia.

O primeiro tema a ser debatido neste encontro foi "Os contratos de gestão de eficiência energética nos municípios-Contratos de performance energética", num painel moderado por Paulo Santos (Vogal do Conselho Diretivo da ANMP-Associação Nacional de Municípios Portugueses e presidente da Câmara Municipal da Batalha), que trouxe a público as opiniões de Tiago Vasconcelos (administrador da ISETE-Inovação, Soluções Económicas e Tecnologia Ecológica, S.A.), Paulo Simões (1º secretário da OESTE CIM-Comunidade Intermunicipal do Oeste), Jorge Araújo (presidente da APESE-Associação Portuguesa das Empresas de Serviços de Energia) e João Torres (presidente do conselho de administração da EDP Distribuição).

Tempo ainda na parte da manhã, para a atribuição do Energy Globe Award Portugal 2019, bem como para a cerimónia de atribuição de prémios no âmbito dos Projetos Freguesias+Eficientes e PIEE EPSS (PPEC 2017-2018).

A tarde iniciou com o 2º painel do dia, desta vez alusivo ao tema "Que potencial para as comunidades de energia renovável em Portugal?", que contou com a moderação de Ana Clara, diretora e jornalista na revista «O Instalador». Este painel contou com as participações de Jorge Esteves (diretor na Direção de Infraestruturas e Redes da ERSE-Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos), Gilberto Mariz (Chefe de Divisão de Instalações Elétricas do Norte da DGEG-Direção Geral de Energia e Geologia), João Peças Lopes (Diretor associado do INESC TEC) e Nuno Ribeiro da Silva (presidente da Endesa Portugal).

Esta tarde finalizou com o painel "Que modelos de financiamento para os municípios?", moderado pelo presidente da direção da RNAE, Carlos Santos. Este tema foi abordado por Rosa Cortez (secretária-técnica do Programa Operacional NORTE2020), João Vieira (diretor-executivo da Estrutura de Gestão do PNAEE-Plano Nacional Ação para Eficiência Energética), Pedro Couto (Lending Operations Associate Officer Banco Europeu de Investimento-BEI), Luís Maia (Ponto de Contacto Nacional do Horizonte 2020-GPPQ) e Nuno Brito Jorge (Co-fundador da GoParity).

A sessão de encerramento deste encontro ficou a cargo de Carlos Santos (presidente da direção da RNAE) e de Joaquim Borges Gouveia (presidente da Assembleia-Geral da RNAE).

Ler mais