Saúde
Imprimir Partilhar

Atendimento Complementar de V. N. Gaia muda de instalações

Cuidados destinados ao atendimento dos utentes em situação de doença aguda não urgente
Respondendo a uma necessidade de há vários anos sentida e reclamada pelos utentes e pelos profissionais, concluídas que estão as novas instalações da Unidade de Saúde de Vilar de Andorinho, as mesmas vão receber o Serviço de Atendimento Complementar de Vila Nova de Gaia, servindo, desta forma, as populações dispersas por todas as freguesias do concelho e os dois Agrupamentos de Centros de Saúde (ACeS) - Gaia e Espinho/Gaia.
A abertura, nas referidas instalações, sitas na Rua Fernando Pinto Lourenço, Vilar de Andorinho, Vila Nova de Gaia, está prevista para o dia 20 de agosto de 2018 e a prestação de cuidados é assegurada no seguinte horário:
- Das 20h00 às 23h00 nos dias de semana
- Das 09h00 às 20h00 aos fins de semana e feriados
De referir que estes cuidados, prestados em centros de saúde, são destinados ao atendimento dos utentes em situação de doença aguda não urgente.
Este novo serviço resulta de um intenso trabalho de articulação, desenvolvido ao longo de vários meses, entre os Agrupamentos de Centros de Saúde e Gaia e de Espinho Gaia, do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia e Espinho e da Vereação da autarquia de Gaia, procurando-se, desta forma, aumentar e melhorar a resposta às necessidades dos cidadãos.
Deste trabalho emerge também uma vontade de melhorar a articulação com o Hospital de referência e melhorar o encaminhamento das situações mais graves para o Hospital, sempre que a situação clínica assim o justifique.


Sobre as novas instalações
Sedeadas em local privilegiado por se encontrar no limite geográfico partilhado pelos dois Agrupamentos de Centros de Saúde referidos e junto ao Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, EPE (CHVNG/E), tendo em conta a dimensão do concelho e a dispersão por tão grande área geográfica - a maior densidade populacional nos centros de concentração urbana;
Racionalização de recursos humanos e materiais e subsequente concentração e rentabilização, assegurados pelos Médicos (MGF), Enfermeiros, Assistentes Técnicos e Assistentes Operacionais dos ACeS Gaia e ACeS Espinho/Gaia.
Instalações dimensionadas de acordo com a capacidade instalada em recursos humanos, respondendo à procura estimada da população com base no histórico do Serviço de Atendimento de Situações Urgentes (SASU) e no crescimento populacional evidenciado no concelho.
Proximidade deste novo equipamento com a Unidade 1 do CHVNG/E, onde funciona o Serviço de Urgência Hospitalar, podendo potenciar novas formas de articulação, acessibilidade e continuidade dos dois níveis de cuidados, podendo ainda prever-se uma melhor utilização dos recursos com racionalização da procura e a respetiva oferta.
Foram igualmente previstas novas formas de articulação, com gestão do doente centrada nos cuidados de saúde primários com clarificação da intervenção destes com os cuidados hospitalares num contexto de proximidade e partilha de recursos como garante da continuidade dos dois níveis.
Desta forma assegurar-se-á o atendimento à população do concelho de Vila Nova de Gaia na situação de Doença Aguda, observando a acessibilidade necessária em proximidade e garantindo a continuidade e integração entre os dois níveis de cuidados de saúde - primários e hospitalares - numa gestão integrada do doente que procura cuidados em situação de doença aguda, racionalizando e articulando a oferta assistencial.

Ler mais